Notícias - CORK BEEHIVE, de Anna Loskiewicz, vence concurso internacional de cortiça

Cork Beehive, de Anna Loskiewicz, vence concurso internacional de cortiça

367 propostas, de 39 países, responderam ao repto lançado pelo Vitra Design Museum e pelo Domaine de Boisbuchet, em parceria com a Corticeira Amorim.
Ana Loskiewicz, designer polaca, é a vencedora do concurso patrocinado pela Corticeira Amorim.

367 propostas, de 39 países, responderam ao repto lançado pelo Vitra Design Museum e pelo Domaine de Boisbuchet, em parceria com a Corticeira Amorim.

Ana Loskiewicz, designer polaca, é a vencedora do concurso patrocinado pela Corticeira Amorim, que desafiou a comunidade internacional de designers e arquitectos a conceber novas aplicações de cortiça ou a melhorar o actual portfolio de produtos da indústria. De um total de 367 propostas apresentadas, 20 designers internacionais foram convidados a participar num workshop especializado no Domaine de Boisbuchet, para o desenvolvimento do protótipo idealizado.

No passado dia 7 de Setembro, o júri - composto por elementos da Corticeira Amorim, por Alexander von Vegesack, do Domaine de Boisbuchet, e do Vitra Design Museum, Gabriele Pezzini, da Hermès, Cathleen O'Rourke, da Parsons - The New School for Design, Luisa González-Portillo, do IED e do Domaine de Boisbuchet, os designers Pedro Ferreira e Rita João (Pedrita) - distinguiu o projecto CORK BEEHIVE, de Anna Loskiewicz, pela relevância da obra criada e pelo design proposto. Ao projecto foi atribuído um prémio no valor de 10.000€.

Tendo por base as características da cortiça, a designer projectou em CORK BEEHIVE uma colmeia moderna, radicalmente inovando uma das mais ancestrais aplicações de cortiça, em total simbiose com a Natureza. Segundo Anna Loskiewicz, este modelo de colmeia contemporânea enquadra-se também no espírito sustentável de uma paisagem urbana como Nova Iorque ou Londres, cidades onde a apicultura é cada vez mais popular.

Dada a relevância das propostas e a elevada qualidade que resultou da prototipagem, foi ainda decidido atribuir cinco menções honrosas aos seguintes projectos finalistas:
Cork, a material with many faces, by Fabio Molinas
Cork Chair, by Sou Fujimoto Architects
Songs, headphone by Pauline Ariaux & Jacopo Ferrari
Strip, electric plug by Natalia Suwalski
Day off, icebox by Zaven studio

Carlos de Jesus, director de marketing e comunicação da Corticeira Amorim e membro do júri, destaca “a excelência dos projectos concebidos, designadamente ao nível da inovação e do design” e salienta que “os resultados do workshop no Domaine de Boisbuschet foram surpreendentemente positivos, dado que os projectos finalistas enalteceram a componente funcional da cortiça, evidenciando em simultâneo a versatilidade desta matéria-prima sustentável.”

A associação entre a inovação e o design, associados à cortiça, são prioridades identificadas pela Corticeira Amorim, que tem vindo a promover, de forma constante, a utilização desta matéria-prima junto da comunidade criativa, nacional e internacional, onde se destacam nomes como Fernando Brízio, Pedrita, Raw Edges, Nendo, Herzog & de Meuron e Ai Weiwei.