Notícias - Corticeira Amorim apoia exposição de Eduardo Souto de Moura

Corticeira Amorim apoia exposição de Eduardo Souto de Moura

“Eduardo Souto de Moura - Concursos” uma mostra de 50 trabalhos, patente até 9 de Setembro na Galeria de Exposições da FAUP.

“Eduardo Souto de Moura - Concursos” uma mostra de 50 trabalhos, patente até 9 de Setembro na Galeria de Exposições da FAUP.

A Corticeira Amorim apoia a primeira exposição da Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto (FAUP), dedicada à obra do antigo aluno e actual professor galardoado pela Fundação Hyatt com o Pritzker 2011, Eduardo Souto de Moura.

Apresentada a 9 de Junho, pelas 18h30, a abertura da exposição será assinalada pela conferência de Eduardo Souto de Moura, no Auditório Fernando Távora (FAUP).

“Eduardo Souto de Moura - Concursos” expõe 50 trabalhos realizados para concursos ao longo dos últimos 31 anos (entre 1979 e 2010).

Conforme referem Francisco Barata (professor FAUP) e André Campos (Arq.), comissários da Exposição, esta mostra evidenciará “um método de trabalho no qual se apoia a construção da proposta (programa, materiais, lugar, história, referências, esquissos, maquetas, desenhos rigorosos, fotomontagens, fotografias, cliente). Trata-se fundamentalmente de uma arquitectura culta, produzida com rigor conceptual, empenho, compromisso, como um cientista que persegue uma solução e como um artista que sabe por onde não quer ir."

Convidada a participar nesta mostra já em 2010, a Corticeira Amorim associou-se a esta iniciativa de uma das mais reputadas escolas de arquitectura que levará, tanto a actuais e futuros arquitectos como ao público em geral, uma perspectiva da obra de um dos mais notáveis arquitectos contemporâneos.

A Corticeira Amorim, que fornece inovadores produtos e diversas soluções para a construção, está convicta de que esta será também uma oportunidade de aumentar a notoriedade das mais-valias da aplicação da cortiça, quer ao nível funcional quer ao nível estético.

De realçar que a cortiça tem sido utilizada em obras de grande envergadura a nível arquitectónico, como o Pavilhão de Portugal na Expo Xangai, na Sagrada Família, de Gaudí, ou no Pavilhão de Portugal em Hannover, neste caso por opção de Siza Vieira e do próprio Eduardo Souto de Moura.