Media Center - Notícias

  • Corticeira Amorim apoia exposição de Eduardo Souto de Moura

    “Eduardo Souto de Moura - Concursos” uma mostra de 50 trabalhos, patente até 9 de Setembro na Galeria de Exposições da FAUP.

    A Corticeira Amorim apoia a primeira exposição da Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto (FAUP), dedicada à obra do antigo aluno e actual professor galardoado pela Fundação Hyatt com o Pritzker 2011, Eduardo Souto de Moura.

    Apresentada a 9 de Junho, pelas 18h30, a abertura da exposição será assinalada pela conferência de Eduardo Souto de Moura, no Auditório Fernando Távora (FAUP).

    “Eduardo Souto de Moura - Concursos” expõe 50 trabalhos realizados para concursos ao longo dos últimos 31 anos (entre 1979 e 2010).

    Conforme referem Francisco Barata (professor FAUP) e André Campos (Arq.), comissários da Exposição, esta mostra evidenciará “um método de trabalho no qual se apoia a construção da proposta (programa, materiais, lugar, história, referências, esquissos, maquetas, desenhos rigorosos, fotomontagens, fotografias, cliente). Trata-se fundamentalmente de uma arquitectura culta, produzida com rigor conceptual, empenho, compromisso, como um cientista que persegue uma solução e como um artista que sabe por onde não quer ir."

    Convidada a participar nesta mostra já em 2010, a Corticeira Amorim associou-se a esta iniciativa de uma das mais reputadas escolas de arquitectura que levará, tanto a actuais e futuros arquitectos como ao público em geral, uma perspectiva da obra de um dos mais notáveis arquitectos contemporâneos.

    A Corticeira Amorim, que fornece inovadores produtos e diversas soluções para a construção, está convicta de que esta será também uma oportunidade de aumentar a notoriedade das mais-valias da aplicação da cortiça, quer ao nível funcional quer ao nível estético.

    De realçar que a cortiça tem sido utilizada em obras de grande envergadura a nível arquitectónico, como o Pavilhão de Portugal na Expo Xangai, na Sagrada Família, de Gaudí, ou no Pavilhão de Portugal em Hannover, neste caso por opção de Siza Vieira e do próprio Eduardo Souto de Moura.

    08/06/2011fechar
  • “No Screwcaps” – The Tony’s protest

    Conheça o documentário de Tony Romano, artista plástico e proprietário de um restaurante nas Ilhas Virgens (EUA), “um grito” de alerta para as consequências do abandono da rolha de cortiça natural nas garrafas de vinho.

    Este artista plástico criou uma exposição em torno desta temática e dos problemas associados à utilização de vedantes alternativos.

     www.romanosrestaurant.com

    01/04/2011fechar
  • Grammy’s adoptam cortiça natural para a sua edição de 2011

    Programa da Corticeira Amorim nos EUA garante a reciclagem de todas as rolhas abertas nos eventos oficiais.

    No âmbito do compromisso assumido em torno da sustentabilidade e reconhecendo o papel chave da cortiça nesta matéria, na 53ª cerimónia dos Grammy Awards os vinhos servidos estão vedados exclusivamente com cortiça natural. Todas as rolhas abertas nos eventos oficiais serão posteriormente recicladas no âmbito do ReCork, uma iniciativa da Corticeira Amorim nos Estados Unidos.

    Allen Hershkowitz, cientista sénior do Natural Resources Defense Council e um dos mentores desta iniciativa de apoio à cortiça portuguesa, congratula os Grammy’s pela decisão: “Escolher cortiça em detrimento de vedantes artificiais, metálicos ou derivados de petróleo, é uma pequena acção mas de grande impacto que os consumidores podem facilmente adoptar, com benefícios claros para a saúde do nosso Planeta. Saúdo os Grammy’s e outras iniciativas semelhantes que têm abraçado a causa da sustentabilidade, com programas específicos para preservar a biodiversidade e reduzir a sua pegada ecológica.”

    As rolhas resultantes destes dois eventos serão posteriormente encaminhadas para o programa de reciclagem ReCORK, uma iniciativa da Corticeira Amorim nos EUA que conta, entre outros parceiros, com o apoio da American Airlines, Diageo e Aria Resort & Hotel, um dos maiores casinos de Las Vegas. Até ao momento, este inovador programa de reciclagem recolheu mais de 14 milhões de rolhas apenas nos EUA. A cortiça reciclada é integrada nos produtos fabricados pela Sole, uma empresa especializada de calçado que conta, entre os seus clientes, com equipas da NBA e as Forças Especiais do Exército e da Marinha dos Estados Unidos.

    A cortiça é um dos produtos mais sustentáveis do mundo. Biodegradável, reciclável e 100% natural, desempenha um papel vital na preservação das florestas de sobreiro. Em Portugal e na bacia ocidental do Mediterrâneo, estas florestas são um reduto de biodiversidade, com um reconhecido papel na retenção de CO2 e no combate à desertificação.

    A edição deste ano dos Grammy’s teve lugar no Staples Center, em Los Angeles, dia 13 de Fevereiro, com transmissão directa na cadeia de televisão CBS.

    15/02/2011fechar
  • Rolha Amorim preserva Champanhe com 200 anos

    Mais de 160 garrafas de Champanhe com cerca de 200 anos, recentemente descobertas no mar Báltico, foram recuperadas com o apoio técnico da Corticeira Amorim, que assegurou a substituição da rolha original por uma nova rolha de cortiça natural.

    O Champanhe, proveniente de um barco naufragado por volta de 1800, foi descoberto por mergulhadores no passado mês de Julho a uma profundidade de 50 metros no junto à costa do arquipélago Åland, uma região autónoma da Finlândia.

    O aconselhamento técnico da Corticeira Amorim foi solicitado pelas autoridades finlandesas e pelos especialistas da cave francesa Veuve Clicquot quando confrontados com a necessidade de assegurar a correcta preservação deste Champanhe depositado no fundo do mar.

    Após um processo de selecção da máquina manual de engarrafamento adequada, a equipa da Corticeira Amorim procedeu à substituição das rolhas num local próximo do naufrágio, minimizando assim o impacto na qualidade do Champanhe. A nova rolha de cortiça natural foi colocada numa pequena quantidade de garrafas, entretanto resgatadas, mantendo-se a maioria imersa num local secreto.

    Na semana passada, num evento realizado em Mariehamn, capital da região autónoma Åland, foram abertas duas garrafas deste Champanhe histórico. Richard Juhlin, um dos mais consagrados especialistas mundiais de Champanhe presente, evidenciou “o óptimo estado de conversação deste néctar transportado das profundezas do oceano”.

    Ernesto Sá Pereira, responsável pela equipa técnica de Champanhe da Corticeira Amorim, destacou que “A Corticeira Amorim, honrada por ter sido chamada a colaborar na recuperação deste Champanhe único, desenvolveu rapidamente uma solução, que passou pelo desenho de uma rolha de cortiça natural, em conformidade com as especificidades destas garrafas antigas”.

    Iniciada pouco depois da descoberta, a operação de resgate e a recuperação de cada garrafa do fundo do mar constituíram um grande desafio do ponto de vista técnico. A maior dificuldade prendeu-se com a necessidade de produzir ajustes constantes para gerir a pressão e as mudanças da temperatura de modo a não afectar o conteúdo do Champanhe.

    Segundo os arqueólogos, algumas das garrafas são oriundas da Maison Juglar, que cessou a produção no final de 1820. No entanto, e dado o bom estado das rolhas,  é possível ver o símbolo de um cometa, o que permitiu identificar algumas garrafas como tendo sido produzidas pela  Veuve Clicquot.

    Ernesto Sá Pereira considera que as notas dos especialistas são um tributo à rolha de cortiça natural: “O facto deste precioso líquido ter sido preservado no fundo do oceano por 200 anos testemunha a capacidade única da rolha de cortiça de preservar vinhos e Champanhes de todo o mundo”.

    O Governo de Åland tem planos para leiloar uma parte das garrafas, prevendo-se que venham a atingir alguns dos maiores valores registados numa garrafa individual de Champanhe.

    24/11/2010fechar
  • Rolha Amorim no whisky mais caro do mundo

    Top Series® no Dalmore Trinitas 64, um whisky avaliado em £ 100,000

    A colecção de rolhas capsuladas premium Top Series®, da Corticeira Amorim, foi seleccionada para o Dalmore Trinitas 64, o whisky mais caro do mundo. Apresentada recentemente, esta edição limitada de três garrafas, cujo preço ronda as 100 mil libras, foi em parte já adquirida por dois coleccionadores particulares, um dos EUA e outro do Reino Unido.

    Desenvolvida em estreita ligação com a cave Dalmore, reconhecida pelo seu portfolio que contempla alguns dos mais raros e antigos whiskies de malte do mundo, a rolha Top Series® seleccionada é composta por um corpo de cortiça natural e por uma sofisticada cápsula de madeira escura com acabamento de prata.

    Carlos de Jesus, Director de Marketing e Comunicação da Corticeira Amorim, destaca a importância desta associação: “É um orgulho fazer parte da história deste fabuloso whisky, o Dalmore Trinitas 64. Esta parceria com a Dalmore é bem representativa da estreita ligação que estamos a estabelecer com alguns dos mais importantes produtores mundiais de espirituosos.”

    O Dalmore Trinitas 64 resulta de uma combinação única de vintages espirituosos das colheitas de 1868, 1878, 1926 e 1939, finalizado pela junção de um vintage de 1940. O estágio foi feito num barril artesanal de carvalho americano branco, de 9 litros, temperado com whiskies raros da marca e dois sherries antigos, por um período de dois anos.

    O packaging do Dalmore Trinitas 64 reflecte a cultura aristocrática da marca e confere a este whisky um estatuto de produto de luxo. Para o efeito, foram produzidos de forma manual três decanters com cristal de alta qualidade. O símbolo desta cave – o veado –, a assinatura do destilador chefe cravejada manualmente a prata por joalheiros seleccionados e uma rolha da gama Top Series®, da Corticeira Amorim, resultam numa embalagem premium e diferenciadora.

    Lançada no início de 2010, a colecção Top Series® rapidamente se assumiu como uma referência no mercado das bebidas espirituosas. Ainda no primeiro trimestre do ano, foi seleccionada para vedante do whisky de malte mais antigo do mundo - o Gordon and Macphail’s Mortlach 70 - Year-Old.

    Sobre a Top Series®:
    Top Series® é uma inovadora e exclusiva colecção de rolhas capsuladas de luxo, composta por centenas de produtos diferentes, com a garantia do desempenho e as mesmas vantagens em termos de sustentabilidade da cortiça natural, numa grande variedade de materiais, assentes em tecnologias de produção de última geração.
    Concebida para ir ao encontro das necessidades dos produtores de bebidas espirituosas premium, a Top Series® apresenta-se em quatro gamas para quatro segmentos de mercado – Prestige, Elegance, Premium e Classic Value.

    10/11/2010fechar