>

734352937,02Kg

CO2 emitido pelos vedantes artificiais

desde: 01/01/2013

1581470124,32Kg

CO2 absorvido pelas rolhas de cortiça

desde: 01/01/2013

Para mais informações por favor clique aqui
  • Os consumidores dão importância ao romantismo e ao ritual da cortiça?

    Os estudos de mercado têm demonstrado, de um modo consistente, que os consumidores preferem a cortiça. Valorizam a cortiça como um vedante natural e amigo do ambiente. Apreciam a sua associação tradicional ao vinho e o facto de permitir que este desenvolva um carácter interessante e complexo ao longo do tempo.

    Até na Austrália, onde as cápsulas de rosca são mais frequentes, os consumidores continuam, na sua grande maioria, a associar a cortiça a um vinho para ocasiões especiais e as cápsulas de rosca a vinhos mais baratos.

    Os vinicultores devem ter cuidado antes de colocarem em risco essa associação especial à cortiça e aos rituais do vinho que o distinguem das outras bebidas.

    • Rolhas de cortiça versus cápsulas de rosca
  • Além da cortiça, que outras partes do sobreiro são aproveitadas e para que finalidades?

    Do sobreiro nada se desperdiça, todos os seus componentes têm uma utilidade ecológica ou económica:

    • A bolota, fruto do sobreiro, é utilizada como propagação da espécie e também como forragem para animais e para o fabrico de óleos culinários;
    • As folhas são utilizadas como forragem e fertilizante natural;
    • O material que resulta da poda das árvores e os exemplares mais decrépitos fornecem lenha e carvão vegetal;
    • Os taninos e os ácidos naturais existentes na madeira da árvore são usados em produtos químicos e produtos de beleza.
    • Cortiça
    • Sobreiro
    • Todas
    • Vinhos
    • Todas
    • Vinhos efervescentes e cervejas