>

1012346245,59Kg

CO2 emitido pelos vedantes artificiais

desde: 01/01/2013

2180144263,29Kg

CO2 absorvido pelas rolhas de cortiça

desde: 01/01/2013

Para mais informações por favor clique aqui
  • Não será apenas uma questão de tempo até os vinicultores compreenderem a utilização das cápsulas de rosca e serem capazes de adaptar as práticas de vinificação de forma adequada a este vedante?

    A química enológica pós-engarrafamento é uma questão muito complexa e o vedante é apenas um dos vários factores que afectam a evolução do vinho (outros factores incluem a composição química do vinho individual, o volume e a composição gasosa do headspace, SO2 livre, condições de engarrafamento, etc.).  

    A investigação está a melhorar a nossa compreensão, mas os investigadores em matéria de vinhos ainda não sabem o suficiente sobre a forma como todos os factores afectam a evolução do vinho para predizer, muito menos controlar, o que acontecerá no interior da garrafa.

    Peritos como o Prof. Doutor Alan Limmer acreditam que a probabilidade da formação de carácteres reduzidos após o engarrafamento varia de vinho para vinho, de colheita para colheita, criando exigências difíceis para os vinicultores que os queiram controlar.

    Entretanto, a cortiça tem dado provas ao longo de séculos.

    • Rolhas de cortiça versus cápsulas de rosca
  • As cápsulas de rosca nunca serão capazes de se libertar do problema da oxidação aleatória?

    Não. A investigação e a experiência prática demonstraram que os vedantes estão sujeitos a algum grau de variabilidade. Na verdade, foi possível demonstrar que a cortiça revela um desempenho de consistência notável, quando é devidamente manuseada.

    O elevado grau de consistência invocado para as cápsulas de rosca depende, em grande parte, da eliminação de todas as outras fontes de variação, incluindo a variabilidade do acabamento da garrafa, os defeitos de capsulagem e os defeitos na linhas de engarrafamento, ou seja, todos os problemas que os defensores de cápsulas de rosca reconhecem.

    Estes mesmos factores afectam o desempenho da cortiça, embora o feedback dos vinicultores sugira que as cápsulas de rosca coloquem exigências ainda maiores na gestão das linhas de engarrafamento do que as rolhas de cortiça.

    Os colaboradores da Amorim poderão aconselhar sobre os procedimentos correctos nas linhas de engarrafamento para ajudar a evitar a oxidação aleatória (ver Focus, "Choosing and Handling Cork").

    • Rolhas de cortiça versus cápsulas de rosca
    • Vinhos efervescentes e cervejas
    • Todas
    • Vinhos
    • Todas
    • Vinhos efervescentes e cervejas