Cortiça Mitos e Curiosidades

Sabia que uma única rolha de cortiça pode reter até 392g de CO2?

Que a cortiça era usada no Antigo Egito e que serve para produzir energia? Sabia que diversos estudos científicos demonstram que os consumidores associam a cortiça a vinhos de qualidade superior

Descubra tudo o que sempre quis saber sobre a cortiça.

Sim. De acordo com Estudo de Ciclo de Vida das Rolhas de Cortiça, encomendado pela Corticeira Amorim à PriceWaterhouseCoopers, cada rolha de cortiça natural é responsável pela fixação de 112 g de CO2, já no que diz respeito aos vedantes artificiais - alumínio e plástico - estes emitem 37,2 g e 14,8 g, respectivamente.

Cada tonelada de pranchas de cortiça poderá, em média, dar origem a 66 700 rolhas.

Sim. Sendo um produto 100% natural, as rolhas são biodegradáveis e não poluem o ambiente se forem deitadas no lixo. No entanto, elas são completamente recicláveis e reutilizáveis. Embora a cortiça reciclada nunca mais seja incorporada em rolhas, pode integrar materiais de revestimento, isolamento, memoboardskayaks de alta competição, raquetes de badminton, bolas de ténis e de cricket, componentes de automóveis e aviões, peças de design e de moda e uma multiplicidade de outros fins.

A motivação ambiental é um dos aspetos mais importantes na reciclagem. As rolhas de cortiça fixam partículas de CO2 que foram retidas pela casca do sobreiro. Se forem decompostas ou incineradas, libertam o CO2 na atmosfera, contribuindo para o aquecimento global. A reciclagem permite prolongar a capacidade de retenção de CO2 da cortiça. Em cada tonelada de rolhas de cortiça encontram-se retidas cerca de 1,07 toneladas de CO2 que, uma vez recicladas, mantêm-se retidas para sempre, pois a reutilização desta matéria-prima é ilimitada.

Por outro lado, ao reciclar as rolhas usadas também está a contribuir para potenciar a reutilização da matéria-prima e para a diminuição dos custos associados à produção de outros objetos de alto valor acrescentado.

Amorim é pioneira na promoção da reciclagem de rolhas, desenvolvendo programas de recolha em Portugal, EUA e Canadá, França, Itália e Reino Unido, África do Sul e Austrália.

Conheça os projetos de recolha de rolhas em:

Cada centímetro cúbico de cortiça pode conter cerca de 40 milhões de células. E numa única rolha de cortiça existem cerca de 800 milhões de células.

Em todo o mundo são produzidas 12 mil milhões de rolhas anualmente. Se as juntássemos, daríamos 15 voltas ao perímetro terrestre.

Existem vários vestígios da utilização da cortiça pelos povos do antigo Egito e na civilização romana. Em França foram encontradas ânforas do século III a.C. cheias de vinho considerado ainda em bom estado de conservação. A utilização da cortiça a um nível pré-industrial remete aos finais do século XVII.

Atenção, o seu browser está desactualizado.
Para ter uma boa experiência de navegação recomendamos que utilize uma versão actualizada do Chrome, Firefox, Safari, Opera ou Internet Explorer.