Media Center - Notícias

  • António Amorim vence o Prémio Entrepreneur of the Year 2018 da Ernst & Young

    O principal galardão do Entrepreneur of the Year 2018, que em Portugal junta EY e Expresso, foi atribuído a António Amorim, CEO e Presidente da Corticeira Amorim, numa cerimónia realizada ontem no Convento do Beato, em Lisboa, que juntou algumas das principais personalidades do país.

    Criado em 1986 pela EY nos Estados Unidos, mas em Portugal apenas na 7ª edição, o prémio visa enaltecer os nomes marcantes do setor empresarial, baseando-se em critérios como a criatividade, a visão empresarial e o sucesso alcançado.

    Ao receber a distinção de "Empreendedor do Ano", António Amorim felicitou os demais nomeados - João Mirada, Luís Miguel Sousa, Luís Moura e Silva, Mário Ferreira, Nuno Sebastião e a dupla Rui Miguel Nabeiro e Manuel Rui Nabeiro - mencionando que foi “ um prazer e uma honra partilhar esta nomeação com gente tão distinta, exemplos de empreendedorismo, que muito têm feito por Portugal."

    Dedicou o prémio aos 4000 colaboradores da Corticeira Amorim que, em mais de 35 países, “todos os dias, com o seu empenho, dedicação, esforço e paixão conseguem levar um produto tão português, como a cortiça, a mais de 100 países no mundo. E esse é um dos maiores motivos de orgulho."

    António Amorim partilhou ainda o mérito com Américo Amorim, que “já não está hoje connosco, mas que estará lá em cima a olhar e seguramente muito orgulhoso pela empresa estar a receber este prémio."

    O Presidente da Corticeira Amorim vai representar Portugal na final internacional que terá lugar em Monte Carlo, no mês de junho, juntando-se aos mais de 50 vencedores de todo o mundo.

    06/06/2018fechar
  • Helix adopted by award-winning Spanish wine producer, Neleman.

    Amorim’s revolutionary twist-to-open Helix cork stopper has been adopted by award-winning Spanish wine producer, Neleman.

    Neleman has turned heads with its bold branding strategies, based on eye-catching packaging and the company’s wines have won awards at prestigious competitions, such as Decanter and IWSC, and are currently sold in eight European countries.

    Neleman have chosen the ground-breaking Helix packaging solution for its Pink Glasses wine, which has been embraced by wine lovers and design blogs. such as Packaging of the World, The Dieline, Lovely Package and trendhunter.

    Pink Glasses was shown at the ‘Packaging Innovation Showcase Scanpack’ in Götenborg and officially recommended by the Polish Institute of Industrial Design in the competition for the best designed products and services on the Polish market.

    Helix has been developed by the world’s leading cork and glass packaging producers - Amorim and Owens-Illinois (O-I) - and combines an ergonomically-designed cork stopper with a glass bottle with an internal thread.

    As a reusable stopper, based on sustainable products – glass and cork – Helix ties in perfectly with Neleman’s DNA. All of Neleman’s wines are certified organic, vegan friendly and carbon neutral and products are all shipped in a sustainable manner. In the Netherlands, the wines are even carried on bicycles whenever possible!

    Helix means that consumers can enjoy the company’s wines anywhere – in picnics or at the beach – without the need for a corkscrew, and easily reseal the bottle. All with the natural benefits of cork.

    ‘We are always looking for ways to improve ourselves and the drinking experience,’ says Derrick Neleman. ‘We want to surprise wine lovers and we pay extra attention to the design, that way it’s more fun to buy and drink wine.’

    Hailed as one of the greatest wine packaging innovations of the twenty-first century, Helix is already available across four continents, with more than two dozen brands using this pioneering product – in Portugal, Spain, France, Italy, Austria, South Africa and the U.S..

    Helix has so far garnered seven major international awards, including the “New
    Technology” prize in the Innovation Challenge Lucio Mastro-Berardino awards, in Milan, Packaging Oscars in Paris and Milan and Best Green Launch, in the 2015 Green Awards of the London magazine, Drinks Business.

    04/09/2017fechar
  • Os norte-americanos preferem rolhas de cortiça

    Recentes estudos de mercado conduzidos nos EUA e no Canadá continuam a confirmar que a cortiça é a rolha de vinho preferida pelos consumidores que estão dispostos a pagar significativamente mais por vinhos vedados com cortiça.

    A preferência pela cortiça determina uma diferença fundamental em termos do potencial de venda dos vinhos.

    De acordo com dados recentes sobre o mercado norte-americano, divulgados pela Nielsen Scanning Statistics relativamente às 100 Primeiras Marcas de Vinhos de Superior Qualidade, durante o período de 6 anos de junho de 2010 a junho de 2016, as vendas de vinhos vedados com cortiça registaram um aumento de 42% face ao aumento de 13% dos vinhos com vedantes alternativos.

    Ao longo dos últimos seis anos, as marcas vedadas com cortiça registaram um crescimento mais robusto em termos de vendas do que as marcas com vedantes alternativos, sendo que o número de marcas líderes que usam vedantes de cortiça está a aumentar.

    Os vinhos vedados com cortiça são vendidos a um preço de retalho significativamente mais elevado. Entre as 100 Primeiras Marcas de Superior Qualidade, o preço de venda médio dos vinhos vedados com cortiça foi de 13,56 USD, ou seja, 3,80 USD (+39%) acima do preço médio dos vinhos com vedantes alternativos.

    Um estudo separado sobre o mercado canadiano, publicado em julho de 2016 pela Associação Americana dos Economistas do Vinho intitulado “A importância do logotipo ecológico e do tipo de vedante nas expectativas do consumidor, na perceção do preço e na vontade de adquirir vinhos no Canadá”, indicou que os vinhos vedados com cortiça merecem a preferência dos consumidores canadianos que estão dispostos a pagar mais 1,69 CAD e 1,29 CAD por vinhos vedados com rolhas naturais face aos vinhos com vedantes sintéticos ou cápsulas de rosca, respetivamente.

    O estudo destaca o facto de os consumidores considerarem o tipo de vedante como um indicador-chave da qualidade do vinho, influenciando igualmente a perceção da sua ecocompatibilidade, pelo que tem um impacto substancial nas decisões de compra.

    Por outro lado, o estudo revelou que os consumidores ecologicamente conscientes dão uma atenção significativamente maior à utilização de rolhas de cortiça natural do que a quaisquer outras alegações de compatibilidade ambiental, incluindo a presença de símbolos ecológicos no rótulo do vinho.

    Um artigo publicado em fevereiro de 2016 na revista The Atlantic, intitulado “Como a Geração Y (quase) acabou com a rolha de cortiça", apresenta uma análise adicional sobre tendências recentes no setor vinícola norte-americano.

    O artigo sugere que a Geração Y (ou seja, as pessoas nascidas depois de meados da década de 1980) se mostrou inicialmente interessada em experimentar vedantes alternativos, como parte de uma atração mais generalizada por experimentar novas tendências, mas reverteu agora inequivocamente para uma preferência pela cortiça graças, sobretudo, às suas credenciais de qualidade e sustentabilidade.

    O artigo esclarece que constituem fatores decisivos da atração progressiva da cortiça entre todos os consumidores de vinho, incluindo a Geração Y, as rigorosas medidas de controlo de qualidade que têm sido adotadas no setor corticeiro, induzindo uma redução de 95% de TCA desde 2001, de acordo com ensaios realizados pelo Conselho para a Qualidade da Cortiça, e uma crescente consciência dos inúmeros benefícios ambientais da cortiça.

    Estas conclusões relativamente ao mercado norte-americano confirmam recentes estudos de mercado que têm consistentemente demonstrado que mais de 85% dos consumidores de vinho noutros importantes mercados mundiais - como França, China, Itália e Espanha - preferem maioritariamente a cortiça, a qual é valorizada como uma garantia de qualidade, um vedante natural e ecológico e uma componente integrante da experiência proporcionada pelo vinho e outras bebidas alcoólicas.

    28/11/2016fechar
  • NDtech ganha dois importantes Prémios de Inovação

    O serviço pioneiro de rastreio individualizado de rolhas de cortiça NDtech da Amorim, que oferece a primeira rolha natural do mundo com uma garantia* de TCA não detetável, ganhou dois importantes Prémios de Inovação.

    Nos Prémios de Inovação de 2016 da Vinitech Sifel (categorias Vinhas e Vinhos), a NDtech ganhou o prestigiado Prémio de Ouro. Os presidentes do júri, Jean-Luc Berger e Pierre Gaillard, salientaram o facto de a NDtech constituir a tecnologia mais recente e mais avançada no combate para eliminar o TCA e desempenha um papel fundamental na melhoria da qualidade dos vinhos.

    A cerimónia de entrega dos prémios terá lugar em 30 de novembro, durante a Vinitech Sifel (29 Nov. - 1 Dez.) - a feira internacional bianual dos setores de produção de vinho, fruta e hortícolas, que dedica uma atenção especial às inovações no setor.

    Os Prémios de Inovação da Vinitech-Sifel distinguem novos produtos, processos e tecnologias que estão a definir o futuro da viticultura e da produção de frutas e hortícolas. Os prémios incluem um prémio especial do júri, 2 prémios de ouro, 3 medalhas de prata, 4 medalhas de bronze e 11 menções honrosas.

    A NDtech foi igualmente contemplada com uma medalha de prata na categoria de tecnologia de enchimento e packaging dos Prémios de Inovação da Intervitis Interfructa Hortitechnica, a feira internacional bianual de tecnologia do vinho, sumos e culturas especiais.

    Os Prémios de Inovação são atribuídos pela Associação Alemã de Vinicultores, em cooperação com a DLG (Sociedade Agrícola Alemã), a processos, sistemas, produtos ou serviços técnicos.

    O júri internacional salientou o facto de a NDtech representar um avanço significativo em relação aos métodos anteriores. O prémio será apresentado à Amorim Cork Alemanha durante a feira que decorre de 27 a 30 de novembro de 2016.

    A NDtech é o resultado do compromisso de longa data da Amorim para com o apoio à inovação e investigação no setor do packaging de vinhos. A solução já se encontra disponível em 6 países e está a ser aplicada às rolhas de cortiça natural topo de gama da Amorim, utilizadas por algumas das melhores marcas de vinho mundiais.

    Os Prémios de Inovação da Vinitech-Sifel distinguem novos produtos, processos e tecnologias que estão a definir o futuro da viticultura e da produção de frutas e hortícolas.

    The award ceremony will be held on 30 November, during Vinitech Sifel (29 Nov. - 1 Dec.) - the bi-annual international trade show for the wine, fruit and vegetable production sectors, that places a special focus on highlighting new innovations in the sector.

    The Vinitech-Sifel Innovation Awards profile new products, processes and technologies that are defining the future of viticulture and winemaking and fruit and vegetable production. The awards include a special jury prize, 2 gold awards, 3 silver awards, 4 bronze awards and 11 special mentions.

    NDtech has also won a Silver Medal in the Filling and packaging technology category of the Innovation Awards of the bi-annual Intervitis Interfructa Hortitechnica, the international technology trade fair for wine, juice and special crops.

    The Innovation Awards are attributed by the German Winegrowers’ Association in cooperation with DLG (German Agricultural Society) for technical processes, systems, products or services.

    The international jury emphasized the fact that NDtech is a considerable improvement on previous methods. The award will be presented to Amorim Cork Germany during the trade fair, that runs 27-30 November 2016.

    NDtech is the fruit of Amorim’s long-term commitment to supporting innovation and research in the wine packaging sector. The solution is already available in 6 countries and is being applied to Amorim’s top-end natural cork stoppers used by some of the world’s most valuable wine brands.

    The Vinitech-Sifel Innovation Awards profile new products, processes and technologies that are defining the future of viticulture and winemaking and fruit and vegetable production.

    28/11/2016fechar
  • Helix entra no mercado norte-americano do vinho com a Bronco

    A Bronco Wine Company da Califórnia, o quarto maior produtor de vinhos dos EUA, é a primeira empresa vinícola norte-americana a adotar a inovadora solução de packaging “rodar para abrir” Helix, desenvolvida através de uma parceria entre os líderes mundiais dos setores de packaging de cortiça e vidro - a Amorim e a O-I.

    A gama de vinhos Red Truck da Bronco passará a ser vedada com rolhas Helix que oferecem todas as vantagens da cortiça, incluindo o característico som de “estouro”, dispensando ao mesmo tempo a necessidade de usar saca-rolhas.

    Fred Franzia, Diretor Executivo da Bronco, manifesta a sua satisfação com esta nova evolução: “Os consumidores de vinho na América cada vez compreendem melhor o papel que as rolhas de qualidade e os vinhos de qualidade desempenham na oferta do vinho que consomem num formato sustentável, mas de superior qualidade. É exatamente o que fazemos na Bronco há muitos anos, mas com Helix e Red Truck, o mercado dos EUA terá agora acesso a tudo isso e ainda à conveniência de uma garrafa fácil de abrir e fácil de voltar a fechar. Sentimo-nos orgulhosos na Bronco por sermos a primeira empresa vinícola da América do Norte a lançar esta incrível inovação.”

    Helix é o resultado de um investimento de 5 milhões de euros em I&D, combinando uma garrafa de vidro com um gargalo roscado no interior e uma rolha de design ergonómico.

    A solução Helix - aclamada com uma das maiores inovações no packaging de vinhos do século XXI - obteve até ao momento sete importantes prémios internacionais, incluindo o prémio “Nova Tecnologia” nos prémios Lucio Mastro-Berardino Innovation Challenge, em Milão, os Óscares do Packaging em Paris e Milão e o prémio de Melhor Lançamento Ecológico dos Green Awards de 2015 da revista londrina Drinks Business.

    Helix está disponível em 4 continentes, sendo que mais de vinte e quatro marcas já utilizam este produto revolucionário: em Portugal, Espanha, França, Itália, Áustria e África do Sul.

    António Amorim, Presidente da Amorim Cork, revela que aguarda com expectativa o lançamento da Helix no mercado norte-americano, o maior mercado mundial de vinho: “Há várias décadas que Fred Franzia é um inovador e, mais uma vez, a liderança da Bronco fica patente na adoção pelos vinhos Red Truck da inovação em packaging de vinho mais sustentável e tecnologicamente avançada da primeira metade do século XXI junto dos consumidores norte-americanos. Conhecendo o entendimento único que Fred tem das preferências dos consumidores, estamos certos de que outros vinhos virão a adotar a Helix, ampliando a oferta da Bronco de packaging conveniente, mas 100% sustentáveis.

    Andres Lopez, Diretor Executiva da O-I reiterou este sentimento de profunda satisfação: “O vinho e o packaging de qualidade estão intrinsecamente ligados e, enquanto líderes mundiais nos nossos domínios respetivos, a Amorim e a O-I compreendem a sua função na produção do que os enólogos, os retalhistas e os consumidores de vinho desejam. Helix e Red Truck introduzem no mercado norte-americano uma solução de materiais de packaging ecológica, natural e sustentável que permite aos produtores vinícolas satisfazer as preferências dos consumidores a nível de um conjunto mais alargado de faixas de preço.”

    28/11/2016fechar
  • Corticeira Amorim lança rolhas naturais com garantia de TCA não detetável

    NDTech permite, pela primeira vez numa escala industrial, a análise individual de rolhas de cortiça natural

    Comercialização já decorre em 6 países;

    Investimento de cerca de 10M€ em I&D ao longo de 5 anos.

    Num claro reforço do seu estatuto de líder mundial, a Corticeira Amorim anuncia o lançamento de uma tecnologia verdadeiramente inovadora para a indústria de rolhas, oferecendo pela primeira vez aos produtores vinícolas rolhas de cortiça natural, com garantia de TCA não detetável*.

    NDTech é uma tecnologia de ponta que possibilita uma revolução em termos de controlo de qualidade, na medida em que introduz pela primeira vez uma triagem individual nas linhas de produção das rolhas de cortiça, baseada em cromatografia gasosa, uma das análises químicas mais sofisticadas do mundo.

    Tradicionalmente, cada análise de cromatografia gasosa demora cerca de 14 minutos. Com este desenvolvimento, agora anunciado, a Corticeira Amorim conseguiu reduzir o tempo desta análise para cerca de 20 segundos, viabilizando a sua integração numa escala industrial. Note-se, no entanto, que o processo de controlo de qualidade da Corticeira Amorim continuará a integrar estas análises, feitas com base em amostragens estatisticamente relevantes e num total de 16 mil análises mensais.

    António Rios de Amorim, Presidente e CEO da Corticeira Amorim, destaca que a robusta aposta da empresa para fornecer ao mercado, de forma contínua, rolhas de cortiça de qualidade tem sido determinante para: “A consolidação do papel da Corticeira Amorim como líder da indústria que, nos últimos 5 anos, viu as suas vendas de rolhas passaram de 3 mil milhões para um número recorde de 4,2 mil milhões em 2015.”

    E acrescenta: “Este crescimento resulta, em parte, de uma maior perceção generalizada das vantagens técnicas e de sustentabilidade da rolha de cortiça, assim como da capacidade que esta tem de aportar valor ao vinho. Com NDTech, simplesmente tornamos melhor aquele que já é o melhor vedante para vinho.”

    Com uma precisão incrível, NDTech é capaz de detetar qualquer rolha de cortiça que apresente mais de 0,5 nanogramas/litro (partes por trilião) de TCA, removendo-a automaticamente da linha de produção.

    Este nível de precisão numa escala industrial é surpreendente, tendo em conta que o limiar de deteção de 0,5 nanogramas/litro pode ser o equivalente a uma gota de água em 800 piscinas olímpicas.

    O desempenho de NDTech está a ser validado por entidades líderes mundiais em investigação associada à indústria do vinho - Geisenheim University, na Alemanha, e Australian Wine Research Institute. Este facto é ainda mais relevante na medida em que esta é a única tecnologia de controlo individual de qualidade do TCA alvo de validação científica por parte de ambas as organizações.

    A tecnologia NDTech será inicialmente aplicada à gama de rolhas naturais premium da Corticeira Amorim, utilizadas por algumas das marcas de vinho mais importantes do mundo, incluindo as principais marcas nacionais. A recetividade dos produtores de vinho tem sido, como se previa, muito positiva, tendo em conta a importância da rolha natural no packaging premium de vinhos, muito valorizada em mercados-chave para a exportação, como os EUA ou a China.

    O desenvolvimento de NDTech é o culminar de um conjunto de medidas que visam um controlo sensorial irrepreensível da rolha de cortiça natural, considerada, desde há muito, o benchmark de vedantes e o que mais valor acrescentado cria para o vinho. A tecnologia NDTech será ainda complementada pelas medidas preventivas e curativas já existentes na Corticeira Amorim, incluindo o patenteado tratamento ROSA Evolution.

    Segundo Miguel Cabral, Diretor de I&D, “Desde há muitos anos que na Corticeira Amorim trabalhamos focados neste objetivo, sendo agora possível analisar cada rolha de cortiça individualmente, através do recurso a cromatografia gasosa em apenas alguns segundos, o que viabiliza esta tecnologia numa escala industrial.”

    Esta tecnologia, agora anunciada, resulta de um investimento de 10M€, feito ao longo de 5 anos, em parceria com uma empresa internacional especializada em cromatografia gasosa.

    *Teor de TCA libertável inferior ao limite de quantificação de 0,5 ng/L; análise efetuada de acordo com a norma ISO 20752.

    17/05/2016fechar
  • Quando se trata de vedantes para vinho, Amorim é um mundo à parte

    A Corticeira Amorim é o maior produtor e fornecedor de rolhas de cortiça a nível mundial e aquele em quem os principais produtores de vinho confiam. Graças a uma experiência de cerca de século e meio de atividade nesta área e uma postura enraizada de inovação, garante uma segurança única no fornecimento de produtos de qualidade. Mas essa escolha vai além da elevada qualidade das nossas rolhas. A força dos nossos recursos a nível global e das nossas parcerias com a indústria do vinho falam por si, com o reconhecimento internacional dos nossos métodos de produção avançados, controlo de qualidade, desempenho ambiental, serviço e relação custo/benefício.

    Quando se trata de vedantes para vinho, Amorim é um mundo à parte.

    Fazemos mais do que imagina.

    28/01/2016fechar
  • Stefanie Costa e Paulo Castro da Universidade de Aveiro ganham primeiro prémio nos Glassberries Design Awards

    A cerimónia de entrega de prémios teve lugar pela primeira vez em Madrid, numa gala aberta ao público no Medialab-Prado.

    A BA Vidro - empresa do setor das embalagens de vidro – e a Corticeira Amorim, líder mundial na área da cortiça, entregaram na passada segunda-feira os prémios da IV edição do concurso internacional Glassberries Design Awards. Uma competição que procura premiar a inovação dos jovens designers europeus.

    Os grandes vencedores desta edição foram Stefanie Costa e Paulo Castro, alunos da Universidade de Aveiro que, com a sua proposta original para um frasco gourmet de pepino de conserva, ganharam o 1º prémio do concurso – o Golden Glassberry Award.

    A ESAD de Matosinhos venceu o segundo e terceiro prémio da competição. Maria Teresa Soares recebeu o 2º prémio do concurso - Silver Glassberry, assim como a Menção Honrosa para o melhor e mais original uso de cortiça na gama de frascos criada, promovida pela Amorim – o Cork Glassberry Award, com uma embalagem simples e elegante. Cláudia Baltarejo levou para casa o 3º prémio, o Bronze Glassberry, com uma proposta de embalagem estilizada.

    A completar os prémios, a BA Vidro atribuíu ainda um total de 6 Menções Honrosas, com destaque para o Special Honorable Glassberry para Jameny Rivera, Roni Zaslavsky e Isaac Soler Ramos, três estudantes da ELISAVA - Escuela Superior de Diseño e Ingeniería de Barcelona, em Espanha. As restantes Menções correspondentes à escolha da BA Vidro, dos seus Clientes e uma menção na área do Design e Inovação foram atribuídas à Universidade de Belas-Artes de Poznan e à Universidade de Belas-Artes de Varsóvia, na Polónia.

    Todos os prémios foram avaliados por um júri internacional composto por responsáveis da BA e da Corticeira Amorim, por clientes representativos do setor alimentar em Portugal - Adriana Maçarico, Directora Geral da Maçarico, e Nuno Saraiva, Commercial & Marketing Manager do grupo Sugal -, assim como clientes representativos deste setor em Espanha, na Polónia e na Alemanha, e por António Lacerda, presidente da AND – Associação Nacional de Designers, entre outros.
    A edição deste ano foi a mais internacional até à data e contou com a participação de 186 estudantes de universidades em Portugal, Espanha e Polónia, todos convidados pela BA para criar uma nova gama de frascos para a indústria alimentar.

    Para mais informações consulte: www.glassberriesawards.com

    08/06/2015fechar